A rentabilzação de sites de e-commerce tornou-se um desafio para todos os que trabalham com a nova economia digital. A estratégia de marketing digital para este tipo de websites – e as exigências maiores exigências técnicas e de manutenção do próprio website – fazem com que quem pensa em começar um projeto de e-commerce encontre maiores desafios. Existem dois tipos de estratégias que podemos concretizar. Este texto vai debruçar-se sobre elas.

Estratégia Tradicional

Um das estratégias que todos os empreendedores digitais podem desenvolver quando pensam iniciar um e-commerce passa por consolidar o projeto através da pesquisa inicial de mercado, angariação de produto, construção de inventário, gestão de processos e contratação de pessoas e desenvolver uma boa gestão contabilística.

Este processo requer uma estrutura enorme que passa principalmente por ter um inventário físico e saber gerir bem esse inventário. O risco recai precisamente neste aspeto: o empreendedor tem que possuir fisicamente o produto e ter uma equipe que o trabalhe.

Mas com as novas plataformas exclusivamente de e-commerce já amplamente disponíveis, outras estratégias podem ser desenvolvidas. Podemos pensar em plataformas como a Amazon e explorar os grandes benefícios que podemos ter no seu modo de funcionamento.

Estratégia Amazon

O que a Amazon veio permitir foi eliminar o principal problema de qualquer e-commerce – ter que existir um inventário físico de produtos e uma gestão de processos do mesmo (incluindo transporte). A Amazon, ela própria, pode armazenar os produtos que tem no seu site e ela própria pode fazer a distribuição destes produtos. Esta vantagem competitiva transformou o e-commerce – e tem feito milionários ao fazê-lo.

A estratégia passa pelo mesmo caminho: identificar um bom nicho de mercado. Mas o ganho competitivo é feito principalmente na aquisição do produto: a estratégia passa por comprar barato num lado e vender o produto com um rebranding no outro, ganhando o empreendedor na margem de transação.

Ao eliminar o problema de inventário e de transporte e ao permitir um controlo financeiro na plataforma, explorar as oportunidades abertas pela Amazon para rentabilizar projetos de empreendedorismo digital e-commerce é um ótimo caminho a seguir.